Acompanhe nossas redes

face logo.fw  twitter logo  insta logo

Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Neste sábado (05) será realizada a última edição de 2015 da Feira do Floresta, na Praça Tiradentes. Das 12 às 18 h, o público poderá conferir diversas opções de arte, artesanato e gastronomia. 



Haverá apresentações da Escola de Dança Dunamis, Banda Napkin, Banda Catfish, Peça teatral "Clowneando por aí" (Essaé Cia) e chegada do Papai Noel. 

Um dos destaques da Feira são os hambúrgueres, preparados pelos chefs de cozinha do bairro. A comercialização de bebidas é solidária, com a renda revertida à Associação Joinvilense para Integração dos Deficientes Visuais (Ajidevi). Não é permitida a venda de bebidas alcoólicas. 

A Feira do Floresta é realizada pela Fundação Cultural de Joinville e moradores do bairro Floresta.

Serviço 

O quê: Feira do Floresta 

Quando: sábado, 05 de dezembro, das 12 às 18 h 

Onde: Praça Tiradentes - rua Santa Catarina, 1.472 

Quanto: aberto ao público

*Fonte: Fundação Cultural de Joinville

O espaço urbano é campo de ação e significado para esta obra de teatro de rua, performance e intervenção urbana, que estreia em Joinville nos dias 9, 10, 11 e 12 de dezembro. A peça “Breve curso prático de administração do tempo” foi criada de forma colaborativa entre os atores do Coletivo Impar de Teatro e o diretor convidado, Pedro Bennaton (diretor do Erro Grupo, de Florianópolis). O trabalho conta com o patrocínio do Simdec – Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura e Fundação Cultural, por meio do projeto de pesquisa, formação e montagem teatral (IN) Pares, proposto por Iraci Seefeldt, integrante do Coletivo e presidente do IMPAR – Instituto de Pesquisa da Arte pelo Movimento.

Breve curso... banner para internet

Neste universo dramatúrgico, onde o “Tempo” é protagonista, realidade e ficção se misturam e as cenas se estabelecem a partir da conexão entre pessoas, reflexões e lugares. Realizado integralmente no lugar de um cruzamento, o processo de criação e montagem do espetáculo envolveu um intenso laboratório de dramaturgia, ministrado pelos integrantes do Erro Grupo, e diversas etapas de pesquisa bibliográfica, de entrevistas com pessoas em diversos lugares de Joinville e processos de observação ativa e passiva dentro do universo urbano da cidade. Nos encontros presenciais com o diretor em Joinville, realizados em um final de semana de cada mês, e nos ensaios semanais do grupo, realizados ao longo de oito meses, as ruas de Joinville se transformaram em palco e em matéria prima para a pesquisa e estruturação do espetáculo.

Criada para ser apresentada na rua e tendo como cenário o cruzamento de duas importantes vias do centro da cidade – Dr. João Colin e XV de Novembro – a peça terá também uma versão indoor, que será apresentada, no dia 10, no Galpão de Teatro da AJOTE. Esta apresentação é resultado de um desejo do Coletivo, e acatado pelo diretor, de experimentar as possibilidades de encenar a peça num espaço cênico fechado e realizar os procedimentos de pesquisa do grupo propostos no projeto.

Iraci, Bia, Robson e Nathi - Foto Chico Maurente

“O uso do tempo contempla a todos e contém nele tanto a característica principal do surgimento da era industrial quanto o da vida. O tempo é vendido, espremido, duplicado, mas não é gozado e tampouco visto em longo prazo enquanto aquele que nos falta e do qual não é possível reaver. O tempo está implicado nas inquietações do Coletivo, de modo bem direto em sua acepção e nas observações realizadas pelos atores desde o início do processo”, explica Bennaton.

A dramaturgia do espetáculo é assinada por Bennaton, com assistência da jornalista e produtora cultural Iraci Seefeldt, que também integra o elenco da peça ao lado dos atores Bia Alvarez, Luciano Fusinato, Nathielle Wougles e Robson Benta, que faz a assistência de direção da montagem. “Breve curso prático de administração do tempo” é uma realização do Coletivo Impar de Teatro e do Instituto de Pesquisa da Arte pelo Movimento – IMPAR. Conta com o patrocínio do Simdec, apoio do Centro Cultural Deutsche Schule (Bom Jesus/Ielusc), Clic Propaganda, Chico Maurente Fotografia, Erro Grupo, IBIS Hotel, Mídia Quatro Filmes, RW Contabilidade e colaboração da franquia de sorvetes e Milk shakes Mr. Mix e da Casa da Cultura Fausto Rocha Jr.

Texto de Santo Agostinho sobre o TEMPO (em 398 d.C.)

“Que é, pois, o tempo? Quem poderá explicá-lo clara e brevemente? Quem o poderá apreender, mesmo só com o pensamento, para depois nos traduzir por palavras o seu conceito? E que assunto mais familiar e mais batido nas nossas conversas do que o tempo? Quando dele falamos, compreendemos o que dizemos. Compreendemos também o que nos dizem quando dele nos falam. O que é, por conseguinte, o tempo? Se ninguém me perguntar, eu sei; se o quiser explicar a quem me fizer a pergunta, já não sei.”

Sobre o diretor

Pedro Bennaton é pesquisador, diretor teatral e dramaturgo. Há 15 anos desenvolve pesquisas práticas e teóricas, dentro dos campos do teatro e da performance, sobre procedimentos estratégicos e criativos de invasão, ocupação e deslocamento em intervenções urbanas.  Graduou-se em Artes Cênicas pela UDESC e possui Mestrado em Teatro pelo Programa de Pós-Graduação em Teatro da mesma Universidade, onde também foi professor (de 2009 a 2012), lecionando disciplinas de montagem e interpretação teatral.

Diretor e fundador do Erro Grupo, de Florianópolis, nos últimos anos Bennaton foi contemplado por suas criações com os seguintes prêmios e projetos, entre os quais Prêmio Catarinense de Teatro – Edital Elisabete Anderle, Programa Petrobrás Cultural (PPC); Prêmio Funarte Artes Cênicas na Rua; Rumos Itaú Cultural – Teatro; Prêmio Franklin Cascaes de Cultura 2008; Prêmio Interferências Urbanas 2008 (Governo do Estado do Rio de Janeiro); Prêmio Myriam Muniz de Teatro Funarte/Petrobrás.

Em 2014 realizou uma turnê europeia com o Erro Grupo apresentando-se em Barcelona, Paris, e nas cidades romenas Sibiu, Sfantu Gheorghe e Timosoara. Durante a turnê ministrou oficinas no Centro Nacional de Dança de Bucareste e naUniversité Sorbonne Nouvelle – Paris 3. Também foi convidado a ser coorganizador do grupo do trabalho What’s on Offer Today: Entering the City in Performance, em Nova York, durante o Convergence 2014 – Bodies-in-Transit: Articulating Americas and Beyond, organizado pelo Hemispheric Institute of Performance and Politics.

Entre os espetáculos que Bennaton dirigiu e escreveu estão: À Margem (2001); Adelaide Fontana (2001); Carga Viva(2002); Buzkashi(2003); Desvio (2006); Enfim um Líder (2007); Escaparate (2008);Autodrama (2009); Formas de Brincar(2010); Pornosuspense (2011); eHASARD (2012) todos escritos em parceria com Luana Raiter, além de Geografia Inútil… , com Stefan Peca.

Ao longo da carreira desenvolveu vários outros projetos e participou de festivais, como o 7º Encuentro do Hemispheric Institute em Bogotá, Colômbia (2009), 6º Encuentro Corpolíticas en las Américas do Hemispheric Institute of Politcs and Performance (2007) e do XV Congresso Internacional de Teatro IberoAmericano y Argentino(2006); e ainda publicou os livros Poética do ERRO: dramaturgias (como organizador) e Poética do ERRO: registros(organizador e autor), em 2014; além de artigos e traduções científicas.

Sinopse:

O espaço urbano é campo de ação e significado para esta obra de teatro de rua, performance e intervenção urbana, criada de forma colaborativa entre atores e direção, onde o Tempo é protagonista. Neste universo dramatúrgico, realidade e ficção se misturam e as cenas se estabelecem a partir da conexão entre pessoas, reflexões e lugares. E no tempo de um encontro, de um semáforo, existe o acontecimento.

Ficha Técnica:

Direção e Dramaturgia: Pedro Bennaton

Assistente de Direção: Robson Benta

Assistente de Dramaturgia: Iraci Seefeldt

Criação: Coletivo Impar de Teatro e Pedro Bennaton

Atuação: Bia Alvarez, Iraci Seefeldt, Luciano Fusinato, Nathielle Wougles e Robson Benta

Arranjos musicais: Jackson Araújo

Preparação musical do elenco: Marisa Toledo

Figurinos: Angélica Maiole e Coletivo Impar de Teatro

Iluminação na AJOTE: Animaluz Iluminação

Sonorização: Animaluz Iluminação

Produção Executiva: Iraci Seefeldt

Assistente de Produção: Maria Fortuna

Fotografia: Chico Maurente

Assessoria de Imprensa: Iraci Seefeldt

Oficina de dramaturgia e intervenção urbana do ERRO Grupo – Oficineiros: Luana Raiter, Luiz Henrique Cudo e Pedro Bennaton / Pesquisadora do ERRO Grupo: Zelda Soussan (Université Paris 3 Sorbonne Nouvelle)

Participação especial no processo: Lara Wougles Lopes, Leila Raiter Bennaton e Antônio Fusinato

Apoio especial nos ensaios: Leo Lopes e Ivania Wougles

Dramaturgia criada pelo grupo com referência em textos de: George Woodcock, “A Ditadura do Relógio”, em A Rejeição da Política (1972); Santo Agostinho, “O Tempo” (398); Mario Quintana, poema “O Tempo”, publicado originalmente no livro Esconderijos do Tempo (Poesia Completa – Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2005); Leonardo Boff, “A Ressonância Schumann” (2004); Pablo Stolze, “Responsabilidade civil pela perda do tempo” (2013); Raimundo Santos Brandao, “A responsabilidade civil pela perda do tempo” (2014); “Joinville em Dados” (IPPUJ/PMJ); John E. Hall e Arthur C. Guyton, em “Tratado da Fisiologia Médica” (2011); “I Ching” (Livro das Mutações); Renato Russo, música “Tempo Perdido” (1986); e Paulinho da Viola, música “Sinal Fechado” (1974).

SERVIÇO

Espetáculo: “Breve curso prático de Administração do Tempo” – Coletivo Impar de Teatro

Datas, horários e locais:

Dia 9 de dezembro, quarta-feira, 19h

Dia 11 de dezembro, sexta-feira, 19h

Dia 12 de dezembro, sábado, 10h

*Local: Cruzamento das ruas XV de Novembro com Dr. João Colin

Dia 10 de dezembro, 20h

*Local: Galpão de Teatro da AJOTE, rua XV de Novembro, 1455 – Cidadela Cultural Antarctica

Ingressos: todas as apresentações são gratuitas

Um evento duplo – em todos  os sentidos. Duplo em talento, em beleza, em arte e literatura da mais nobre estirpe. No dia 3 de dezembro, às 20h, o Capitão Space recebe – e entrega aos joinvilenses – obras de dois grandes autores: Luiz Carlos Amorim e Mary Bastian, que lançam um livro em conjunto, "Prosa de Amigos", uma coletânea de contos e crônicas dos dois amigos. Amorim, catarinense de Corupá, Mary, gaúcha de Rio Grande, amigos de longa trajetória literária, unem, agora, seus talentos e escritos, brindando o leitor catarinense com um livro que reúne o humor e o encanto de Mary Bastian e artigos sobre literatura, arte e cultura, assinados por Amorim e que já foram publicados na imprensa brasileira, portuguesa, suíça e caboverdiana.

Dona de um humor que pode ser muito doce mas, também, muito ácido, Mary Bastian tem, na sinceridade, não raro, desconcertante, uma de suas maiores características literárias. Sinceridade, aliás, que marca também a obra do amigo Amorim, que aborda temas que interessam a todos, às vezes de forma bastante contundente. Na "Prosa de Amigos, eles exercitam juntos uma formidável e alternativa maneira de ver o mundo: uma dupla que tem, mesmo,muito o que dizer.

Na mesma noite, Luiz Carlos Amorim traz aos joinvilenses, também, seu mais novo livro, "Portugal, minha saudade", uma seleção de crônicas escritas por ele após algumas viagens à terra lusitana. Fascinado por Portugal e tudo que lhe diz respeito, Amorim registra, em seus escritos, suas impressões das pessoas, das vivências e da cultura portuguesa. Sobre o livro, José Fernandes, crítico literário e escritor goiano diz, no prefácio:  ..."O que dizermos das crônicas sobre Portugal, razão do livro? Há um tom lírico nelas que as torna singulares, à proporção que o passado cultural se mistura com o presente e causa uma saudade única, resultante do que foi, do que é e do que será Portugal, na lembrança do narrador... Para sorver a beleza das crônicas de Luiz Carlos Amorim, só mesmo lendo-as para sentir esse tônus lírico singular, que poucos cronistas imprimem a esse gênero literário ímpar, tão bem utilizado por ele. "


Sobre os autores: Mary Sonia Moreno Bastian, nasceu em Grande, no litoral gaúcho, mas vive em Joinville há décadas.É bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul , é cronista e poeta, mas onde mais se destacou foi  em literatura infanto-juvenil , gênero em que tem vários livros publicados – "Capitão Morcego e seus detetives", "A charada do anel de esmeraldas", "Mistério no ar", "O rio que ficou triste", "A creche mal assombrada" e "Contos de Oficina. É cronista do jornal A Notícia e, em 2010, publicou os livros "O país do sol dourado", a terceira edição do "O Rio que ficou triste" e "A casca da bergamota" livro de crônicas, pela Coleção Letra Viva..

Mary Bastian


Luiz Carlos Amorim é natural de Corupá (SC), formado pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Joinville. É fundador e  presidente do Grupo Literário A ILHA, com 35 anos de atividades à frente das Edições A ILHA, que publicam as revistas Suplemento Literário A ILHA e Mirandum (Confraria de Quintana), além de mais de 50 livros. Foi eleito a Personalidade Literária de 2011 pela Academia Catarinense de Letras e Artes e ocupa a cadeira 19 da Academia Sul Brasileira de Letras.

DSC04599

Editor de conteúdo do portal PROSA, POESIA & CIA. – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br    - e autor de 30 livros de crônicas, contos, poemas e infanto-juvenil, quatro deles publicados no exterior, em inglês e espanhol, italiano e francês.

Participou de dezenas de antologias, no Brasil e várias em outros países. Publica crônicas, artigos, contos e poemas em várias revistas e jornais no Brasil e exterior - tem trabalhos publicados na Índia, Rússia, Grécia, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Cuba, Argentina, Uruguai, Inglaterra, Espanha, Itália e outros, e obras traduzidas para o inglês, espanhol, bengalês, grego, russo, italiano, francês.

Confira a programação completa para essa semana no Palácio Snooker Pub:

Quinta-Feira (03/12) - Festa do dia Mundial Da Propaganda - Banda Principio Ativo

O Palácio Snooker Pub recebe a festa oficial do dia Mundial da Propaganda. Você profissional da aréa, venha participar dessa grande confratenização, entre em contato conosco e conheça os pacotes especiais para você e sua agência. Não fiquem fora dessa! Estamos esperando por vocês!

Atrações:
Banda Principio Ativo
Dj Sergio Paralelo

Sexta-Feira (04/12) - Bandas Mr Rox & Carabina

O Palácio Snooker Pub recebe as conhecidas já da casa Mr. Rox e Carabina, se liga na sonzeira que vai rolar:

Carabina: TNT, Cascavelletes, Wander Wildner, Jupiter Maçã, Cachorro Grande, Acústicos e Válvulados, e muito mais.

Mr. Rox: ACDC, GUNS N ROSES, BON JOVI, METALLICA, SKID ROW e muito mais

Discotecagem: Dj Sergio Paralelo

Sábado (05/12) - Bandas Nega jurema + Invasão Basica

O Palácio recebe duas bandas que definem como ninguem o velho e bom rock nacional! Se liga nas sonzeiras que vão rolar; Charlie Brow, Natiruts, Raimundos, Dazaranha, Cachorro Grande, Paralamas do sucesso, Titãs, Legião Urbana, ira!, Cazuza e muito mais!!

Discotecagem: Dj Sergio Paralelo

Palácio Snooker Pub

Rua: Coronel Procópio Gomes, nº 1032, Bucarein, Joinville

Contato e Reservas: 3455-1999.

O Arquivo Histórico de Joinville recebe nesta quarta-feira (25), às 19h30, a exposição “Joinville de Ontem”, que reúne trabalhos de nove alunos do curso anual de Desenho da Escola de Artes Fritz Alt (EAFA), da Casa da Cultura Fausto Rocha Júnior. Estes alunos foram orientados pela professora Juliana Rossi.


Serão expostos 12 desenhos produzidos com diversos materiais: lápis grafite, lápis de cor, nanquim, carvão, lápis sépia e sanguínea.

A ideia da mostra surgiu a partir da participação da professora Juliana Rossi em um grupo da rede social “Facebook” com o mesmo nome, “Joinville de Ontem”, criado em fevereiro de 2014 por Valmir Santhiago e que tem por objetivo ressaltar a memória de tudo aquilo que diz respeito à história de Joinville. Nesse grupo, os membros (cerca de 21 mil) postam imagens antigas de locais e pessoas de Joinville.

A partir de uma pesquisa realizada no Arquivo Histórico de Joinville, foram separadas fotos antigas de Joinville que preferencialmente tivessem o “ponto de fuga” aparente. No desenho artístico, o “ponto de fuga” é o ponto na técnica da perspectiva em que grande parte das linhas de construção de um local ou espaço converge dentro de um desenho.

Com as fotos pesquisadas, foram produzidos desenhos em perspectiva com as turmas de Desenho da EAFA, da Casa da Cultura. Na exposição também será possível visualizar as fotos que foram pesquisadas no Arquivo Histórico.

* Via Fundação Cultural de Joinville

«IniciarAnt234567891011PróxFim»
Pagina 7 de 37
For a professional business hosting we highly recommend hostgator review or cloud hosting
logo radio danca ORIGINAL PRETO.fwCopyright © 2015| Rádio Dança
Produzido por: Tiago Borba - Desenvolvimento Web Sites